Artigos

Até que ponto o dinheiro atrapalha a arte da dança?

Redação DanceCast
Escrito por Redação DanceCast em 20 de junho de 2011
Até que ponto o dinheiro atrapalha a arte da dança?
Junte-se a mais de 10 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O tema desse texto é uma das perguntas mais comuns nas entrevistas do DANCEcast. Até que ponto o dinheiro atrapalha a arte da dança?

O profissional da dança, assim como qualquer outro profissional, almeja uma remuneração maior para puder ter uma existência mais confortável, porém problemas acontecem nessa busca por dinheiro, existem casos e mais casos…

“Profissionais” que para vencerem a concorrência baixam o preço de workshops para menos de um terço do que os outros profissionais cobram e assim uma classe toda fica desvalorizada.

Produtores que fazem eventos sem a menor estrutura e contratam os mais baratos do “mercado da dança” para lucrarem mais. Como resolver isso? Olhe o cartaz, veja se é bom, se não for legal, então não vá. Não é porque é de dança que é bom.

Dançarinos que, por causa do dinheiro, dão aulas e workshops sem a menor capacidade de tais realizações. Ser um ótimo dançarino não faz de ninguém um ótimo professor. Ensinar é diferente, é necessário entender o outro.

Existem também casos onde a ausência do dinheiro limita ou impede, como a circulação de um espetáculo ou a manutenção de uma companhia.

A dança continua e prevalece sobre os problemas humanos, que não é o caso do digno profissional de dança, pois sem o dinheiro não vai ter como pagar as contas de água, luz, telefone… e vai fazer da sua dança um hobbie e da sua profissionalização um sonho.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Junte-se a mais de 10 mil pessoas