A companhia norte-americana de dança chamada Pilobolus foi criada em 1971 e é reconhecida mundialmente pela criatividade dos dançarinos que misturam técnicas diferenciadas e dão magia às sombras.

Pilobolus conta com a participação de um diretor executivo, três diretores artísticos e sete bailarinos que continuam um trabalho, iniciado por jovens, que hoje se tornou um sucesso e umas das mais admiradas e rigorosas companhias do mundo.

A criação do nome foi inspirada no fungo chamado Pilobolus Kleinii, um dos mais velozes da natureza, capaz de lançar seus esporos a uma velocidade de 90 km/h.

Assim, sendo a primeira companhia a mostrar a dança acrobática, Pilobolus une humor, força física e efeitos de luz para mostrar que através da coletividade transformam seus corpos em obras de arte capazes de emocionar o público.

O crescimento da companhia foi rápido, o que a tornou uma companhia de muita influência e aprovada por grandes nomes. Nela existem três atividades exercidas: Pilobolus Dance Theatre (companhia); Pilobolus Institute (programações educacionais para escolas e afins e até workshops de liderança para cargos de maiores responsabilidades); Pilobolus Creative Services (parte administrativa que coordena atividades criativas fora da companhia).

Além disso, pode-se dizer que Pilobolus é uma associação não-lucrativa mantida por donativos, fundos da Comissão de Cultura e turismo de Connecticut, aliados à ajuda de mais fundações.

Com todo o encanto, Pilobolus mostra que a imaginação pode ir muito mais além quando bem praticada e aprimorada em relação ao conhecimento, a partir da criatividade, ousa